Kefir de leite: conheça mais sobre essa bebida

 em Dicas, Gastronomia

Você provavelmente já ouviu falar sobre o kefir de leite. Ele é um alimento vivo, formado por microrganismos benéficos ao ser humano, oriundo da vaca, cabra, ou até de vegetais. Mas, por que as pessoas gostam tanto dessa bebida? O PolloShop explica sua origem, seus benefícios e como preparar o seu em casa.

Rico em nutrientes, os grãos de kefir de leite foram descobertos há milhares de anos pelos povos nômades das montanhas do Cáucaso (local que marca a fronteira entre Europa e Ásia).

Como conta a história, essa população transportava a bebida em grandes recipientes, e por isso acabaram. Notando que o leite que ficava nos potes formava uma crosta que apresentava um sabor e uma consistência diferentes, bastante agradáveis. Sem contar que as pessoas perceberam, além disso, suas propriedades nutritivas e saudáveis. Com isso, ganhou o nome de kefir, termo que se origina do eslavo “keif” e significa “bem-estar” ou “bem viver”.

Benefícios

O kefir é constituído de um conjunto de microrganismos compostos por bactérias e leveduras. Por isso, auxilia principalmente na flora intestinal, diminuindo a prisão de ventre e combatendo inflamações e gastrites. Ou seja, ele é um ótimo alimento para quem quer emagrecer, pois também ajuda na digestão. Não somente isso: a bebida láctea é rica em proteínas e possui pouquíssimas calorias: para cada 100 gramas, são apenas 37, sendo um bom substituto do iogurte industrializado.

Além do já citado, o consumo do kefir ajuda na imunidade, melhora a densidade óssea, combate alergias, previne doenças respiratórias e desintoxica o organismo. Entretanto, apesar de suas inúmeras qualidades, o recomendável é que se consuma apenas uma vez ao dia.

Outra ótima dica é, caso a pessoa queira adoçar, o ideal é evitar açúcares e adoçantes, optando por mel ou alguma fruta bem doce, por exemplo, banana ou morango.

Faça seu próprio kefir

Após preparada a receita, deixe fermentar a bebida por um ou dois dias, em temperatura ambiente. Note que, em dias mais quentes, a fermentação pode ser mais rápida, consequentemente, deixando a bebida mais ácida. Por fim, basta coar o leite e ele já estará pronto para o consumo.

Informações importantes: ao consumir a bebida, não a esquente, pois a fervura pode matar os microrganismos vivos, cancelando suas propriedades. O grão não precisa ser lavado de uma produção para outra, quanto às cores dele, são sempre mais branquinhos e, caso encontre alguns mais escuros, descarte. Conforme for produzindo o kefir, guarde o excedente no freezer e aproveite também para fazer doações.

 

Postagens Recomendadas

Digite o que procura e pressione Enter para pesquisar